Desenho de Cenários 2024.2

Terças das 18h até 19:30 – R$215,00/mês

Descrição

O curso apresenta conceitos e exercícios que farão os alunos aproveitarem melhor o espaço da página e dos quadros, permitindo contar histórias através dos cenários e para além dos personagens. Apesar de falarmos muito de cenários para quadrinhos, o conteúdo é amplo e funciona para desenhos de cenários para animação, games, ilustração e outras áreas da indústria criativa.

O curso tem dois momentos. A maior parte do curso consiste em aulas com apresentações de conceitos teóricos e provocações sobre arquitetura e composição, seguidas da avaliação dos exercícios do encontro anterior. Todos os exercícios visam melhorar o entendimento espacial dos alunos, tanto no mundo real quanto no mundo ficcional das histórias em quadrinhos. No fim do curso, produzimos um trabalho final onde cada encontro funciona como apresentação e crítica de uma etapa da produção. Nesse segundo momento, aplicamos os conceitos aprendidos na prática, fixando e explorando os limites do formato e do ritmo de trabalho dos alunos.

Ao final do curso, todos terão feito uma ilustração na horizontal de personagens interagindo com um ambiente complexo.

Todos os alunos devem seguir o tema apresentado pelo professor no início do semestre. O tema ajuda os alunos a focarem no aprendizado das ferramentas e ajuda na avaliação em relação aos colegas.

 

PÚBLICO ALVO

Artistas que já desenham mas gostariam de melhorar sua representação dos ambientes. O curso assume que o aluno sabe desenhar e vai tratar apenas de questões referentes ao espaço, composição e cenários. Indicado para maiores de 16 anos.

 

MATERIAL UTILIZADO

Os alunos vão precisar de papel A4, lápis HB, borracha e duas espessuras de canetas nanquim descartáveis (recomendamos .4 e .8) para os exercícios. Para o trabalho final, os alunos precisam de papel A3 próprio para quadrinhos, além de algum material que permita o trabalho com cinzas como Marcadores ou nanquim e pincel. Marcas e preços de materiais são um dos tópicos de discussão do curso. Também é recomendável (mas não obrigatório) um caderno sem pautas para anotações e estudos. Nesse curso o uso de ferramentas digitais está liberado. Vamos debater sobre elas durante o curso.


PROFESSOR – Rapha Pinheiro

Formado em Arquitetura e Urbanismo pela FAU UFRJ (com graduação sanduíche na University of Lincoln na Inglaterra), pós-Graduado em Quadrinhos pela École Européenne Superieure de l’Image em Angoulême (França) e Mestre em Mídias Criativas pela ECO UFRJ.

É Diretor Executivo de Arte e Cultura da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima em Campos dos Goytacazes.

É Diretor do Inko – Escola de Mídias Criativas que prepara artistas para os mercados nacional e internacional.

É Editor-Chefe do Universo Guará onde coordena a produção e publicação de diversos artistas e títulos em nível nacional.

É criador do Funktoon, o maior app de leitura de quadrinhos brasileiros do país com mais de 2 milhões de leituras.

É autor de Os Tomos de Tessa (2015), Salto (2017), Silas (2018) e Mesa 44 (2019), Travessia e Ecos (2020-21), Rua (2022), O Mago e a Tempestade (2023) e outros vários projetos menores ou em parceria. Também é o organizador da coleção Inko de trabalhos dos veteranos da escola.

Já ganhou Troféu HQMix (2021-22), Cubo de Ouro (2021-22) e Prêmio do Dia do Super-Herói Brasileiro (2021), além de várias indicações a esses e outros prêmios.

Já teve exposições com seu trabalho na França, no Rio, em Santos, em Manaus e em Campos.

Possui uma presença forte nas redes ensinando e produzindo arte. Publica regularmente conteúdo no YouTubeTwitterTikTok e Instagram.


BIBLIOGRAFIA DO CURSO

180-degree rule. , 11 set. 2020. (Nota técnica).

ARNHEIM, R. Arte e percepção visual: Uma psicologia da visão criadora. 1a Edição ed. [s.l.] Cengage Learning, 2016.

AUTORES, V. Narrativas Gráficas. 3a edição ed. [s.l.] Fora Do Catalogo, 2016.

BARTHES, R. Elementos de Semiologia. São Paulo: Cultrix, 2012.

CALVINO, I.; MAINARDI, D. As cidades invisíveis. 1a Edição ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

Composition 101 – Laying out your Comic Page – Webcomic Alliance. , [s.d.]. Disponível em: <http://webcomicalliance.com/featured-news/composition-101-laying-out-your-comic-page/>. Acesso em: 6 out. 2020

CULLEN, G. Paisagem Urbana. 1a edição ed. Lisboa: Edições 70, 2008.

EISENSTEIN, S. A forma do filme. 1a Edição ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1990.

Flow, & the Eyelines! Making Comics, 6 jun. 2015. Disponível em: <http://makingcomics.spiltink.org/flow-the-eyelines/>. Acesso em: 23 set. 2020

FURTADO, J. L. Fenomenologia e crise da arquitetura. Kriterion: Revista de Filosofia, v. 46, n. 112, p. 414–428, dez. 2005.

GORRIDGE, G. Créer une BD pour les Nuls. [s.l.] First, 2011.

GROENEWALD, T. A Phenomenological Research Design Illustrated. International Journal of Qualitative Methods, v. 3, n. 1, p. 42–55, 1 mar. 2004.

HOORN, M. V. D. Bricks & Balloons: architecture in comic-strip form. 01 Edição ed. Rotterdam: NAI Publishers, 2013.

KATZENBERG, J.; MATEU-MESTRE, M. Framed Ink: Drawing and Composition for Visual Storytellers. Illustrated edição ed. Culver City, CA: Design Studio Press, 2010.

LYNCH, K. A imagem da cidade. 3a Edição ed. [s.l.] WMF Martins Fontes, 2011.

MARTINBROUGH, S. How to Draw Noir Comics: The Art and Technique of Visual Storytelling. Illustrated edição ed. New York, NY: Watson-Guptill Publications, 2007.

MCCLOUD, S. Desvendando os Quadrinhos. 1a Edição ed. São Paulo (SP): M.Books, 2004.

PALLASMAA, J. Essências. 1a Edição ed. [s.l.] Editora Gustavo Gili, 2018.

POSTEMA, B.; ROSA, G. Estrutura narrativa nos quadrinhos: construindo sentido a partir de fragmentos. 1a Edição ed. [s.l.] Editora Peirópolis, 2018.

VERGUEIRO, W.; SANTOS, R. E. DOS. A Linguagem dos Quadrinhos. Estudos de Estética, Linguística e Semiótica. 1a edição ed. [s.l.] Criativo, 2015. 


SEMESTRE DE 2024.2

O segundo semestre letivo acontece do final de julho até o início de dezembro. Para mais informações, acesse a agenda do site.

Todos os cursos possuem um total de 22 encontros ao vivo. Os alunos têm acesso às aulas gravadas e aos slides durante toda a duração do semestre, caso queiram revisar o conteúdo.